Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Um abismo

Eu sentei lá e observei. Só olhei. Aí você me pergunta: O que você estava vendo? Eu respondo a você, atônita: Eu vi um abismo. - Como assim, um abismo? - É, um abismo. Uma coisa que eu não consigo medir. Não consigo classificar e colocar de volta na minha estante. Um buraco negro tão magnético que me atrai, sem querer. Pelo menos, eu acho que é isso.

Assim é. Acredito nos deuses com nome e sobrenome. Com milagres catalogados. Com testemunhas. Acredito no que julgo e sentencio. Creio nas palavras e nas evidências. Mas quando eu observo essa coisa nova, esse bicho estranho, meu coração se aperta porque não sei lidar com os meus sentimentos.

Tem beleza e feiura juntas. Tem poesia e preconceitos no mesmo balaio. Tem doses de vinho fino e de vinagre vadio e barato. Tem o "bem" e o "mal" juntos, na mesma embalagem, sem a etiqueta de material radioativo.

A admiração e a repulsa caminham de mãos dadas nessa dança invisível de corpos e almas. Um passo, só um, é suficiente …

Últimas postagens

Simplesmente acontece

Vômitos!

Quando eu comecei...

A era da desconstrução: casamento gay e as faces do amor

Talvez

Temos todo o tempo do mundo?

Um novo olhar

Laririnto

Personas

O que 2013 foi para mim